14 de Out, 2019
Quais preparos os atletas de futebol devem ter com o físico antes de iniciar a época desportiva nos EUA?

Como é a pré época dos atletas de futebol nas universidades nos Estados Unidos?

Os Estados Unidos são um país conhecido internacionalmente pela grande preparação física dos seus atletas em todas as modalidades desportivas, inclusive no futebol.

Independentemente do nível competitivo, a cultura da prática do desporto e desempenho atlético é muito presente entre os atletas norte-americanos. Porém, esta grande preparação e carga de treinamentos pode ser um choque para os atletas internacionais que vão para lá praticar qualquer desporto a nível competitivo.

Quando falamos do futebol universitário, não é diferente. Muitos atletas internacionais que conseguem bolsas para jogar e estudar nas universidades dos Estados Unidos julgam estar 100% preparados para os treinos e ritmo dos jogos das equipas norte americanas, por já jogarem e treinarem numa equipa no seu país natal. Porém, este equívoco pode provocar grandes problemas para estes atletas.

O principal problema é a possiblidade do atleta ser impedido de participar nos jogos oficiais até que cumpra com a meta do teste físico estipulado pelo treinador. A grande maioria dos treinadores das universidades norte americanas libertam apenas os atletas aprovados nos testes físicos, feitos na pré-época, para participar nos jogos oficiais da equipa, seja da NCAA, NAIA ou NJCAA.

Além disso, devido ao facto dos testes serem de alta intensidade atlética, muitos atletas que não estejam preparados fisicamente correm o risco de se lesionarem durante estes testes, comprometendo assim parte, se não toda, a sua época desportiva.

Como a época do futebol universitário nos Estados Unidos é curta, com início em Agosto e fim em Dezembro, os atletas têm um curto tempo de pré época para se preparar para a temporada. Por isso, os atletas estudantes devem prestar atenção na sua preparação durante o verão, quando não estão a ter aulas nem treinos (muitos atletas optam por jogar campeonatos de verão, como a USL League Two), já que ao regressarem à universidade, terão poucos treinos antes de terem que fazer os testes físicos.

Para ajudar-te a perceber mais sobre como é essa experiência, perguntámos aos nossos atletas que estão a jogar e estudar em universidades de diferentes estados na terra do Tio Sam, como tem sido a experiencia deles com relação a este assunto.

Testes físicos mais comuns:

Entre os testes físicos mais comuns aplicados aos atletas de futebol, estão presentes o Teste de 1 Milha e o Beep Test:

Teste de 1 Milha

Os atletas devem percorrer a distância de 1 Milha (1.6Km) num tempo igual ou inferior a 6 minutos. Em algumas universidades, é comum que os atletas tenham que fazer o teste de 2 Milhas (3.2Km) em 12 minutos.

Beep Test

Um dos testes mais comuns entre as equipas de futebol das universidades norte americanas, o Beep Test, é um teste de corrida designado a medir a resistência dos atletas.

O atleta corre de maneira continua entre dois cones, numa distância de 20 metros. Enquanto isso, um som de apito intervalado (dando nome ao teste de Beep) indica o momento em que o atleta deve chegar ao próximo cone.

No início, os atletas começam numa corrida com um ritmo lento e com o passar do tempo, o intervalo entre os apitos (beeps) passa a encurtar, o que obriga os atletas a aumentar o ritmo da corrida, até o ponto em que dão sprints de um cone para o outro.

Normalmente, o nível mínimo exigido dos atletas universitários é o nível 14.

Neste video é possível entender a velocidade de cada nível do teste.


Conclusão

A preparação física é extremamente importante para um atleta, seja nos Estados Unidos, como em qualquer outro lugar do mundo. Por isso, é importante que todos os atletas que pretendem participar de campeonatos e praticar qualquer modalidade a nível competitivo tenham em mente o trabalho atlético que devem fazer.

Para os atletas de futebol, a Next Level prepara treinos de verão, entre os meses de Junho e Julho, com treinos específicos de preparação destes atletas para os testes físicos e exigências atléticas que os mesmos terão quando chegarem aos Estados Unidos.

footer-top